Voltar

Comércio entre Moçambique e China caiu 28,15%

Última actualização: 2020-04-21

O volume das trocas comerciais sino-moçambicana atingiu 317 milhões de dólares entre Janeiro e Fevereiro deste ano, antes do “boom” da pandemia COVID-19. Este registo representa um recuo na ordem de 28,15% face ao igual período de 2019.

De acordo com dados estatísticos dos Serviços da Alfândega da China, consultados pelo “O País”, consta que a China exportou para Moçambique, mercadorias diversas no valor de 209 milhões de dólares (-31,12%). Já Maputo vendeu a Pequim produtos no montante de 108 milhões de dólares nos primeiros dois meses de 2020, menos 21,59% que no período homólogo.

No global, o valor do comércio entre a China e os países de língua portuguesa registou uma quebra de 9,37% em termos homólogos em Janeiro e Fevereiro para 21.374 milhões de dólares, segundo dados oficiais chineses divulgados pelo Fórum de Macau.

A China exportou nos dois primeiros meses do ano para os oito países de língua portuguesa bens no valor de 5651 milhões de dólares, com uma quebra de 7,04%, tendo importado daqueles mesmos países mercadorias no valor de 15 723 milhões de dólares (menos 10,18%), registando dessa forma um défice comercial de 10 072 milhões de dólares.

O Brasil foi responsável por 78,3% das trocas comerciais registadas entre a China e os países de língua portuguesa com um montante de 16 754 milhões de dólares (-3,46%), sendo que a China exportou bens no valor de 4664 milhões de dólares (-3,55%) e importou produtos cujo valor atingiu 12 089 milhões de dólares (-3,42%).

Angola surge, como é habitual, em segundo lugar em termos de valor, com um comércio bilateral com a China no montante de 3404 milhões de dólares (-28,37%), com as empresas chinesas a terem vendido às angolanas bens no valor de 219 milhões de dólares (-17,75%) e a terem comprado produtos no valor de 3185 milhões de dólares (-29,00%).

O comércio da China com Portugal atingiu no período em análise o valor de 872 milhões de dólares (-12,77%), com a China a ter exportado bens no montante de 532 milhões de dólares (-17,02%) e a ter importado mercadorias no valor de 340 milhões de dólares (-5,18%).

O comércio entre a China e os restantes países de língua portuguesa – Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste – atingiu 25,88 milhões de dólares no período de Janeiro/Fevereiro.

Banco Mais

Sala de imprensa

Preçário

Segurança

Recrutamento

2020, Banco MAIS. Todos os direitos reservados.